SEJAM BEM VINDOS!

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

SER POETA

É ter de mil desejos o esplendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!

É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim...
É condensar o mundo num só grito!

E é amar-te, assim, perdidamente...
É seres alma, e sangue, e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda a gente!

                                  Florbela Espanca

Photobucket

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

BEM NO FUNDO


No fundo, no fundo, 
bem lá no fundo, 
a gente gostaria 
de ver nossos problemas 
resolvidos por decreto  

a partir desta data, 
aquela mágoa sem remédio 
é considerada nula 
e sobre ela -- silêncio perpétuo 

extinto por lei todo o remorso, 
maldito seja quem olhar pra trás, 
lá pra trás não há nada, 
e nada mais  

mas problemas não se resolvem, 
problemas têm família grande, 
e aos domingos saem todos passear 
o problema, sua senhora 
e outros pequenos probleminhas.

Paulo Leminski

Photobucket

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

QUERER...

Não te quero senão porque te quero 
E de querer-te a não querer-te chego 
E de esperar-te quando não te espero 
Passa meu coração do frio ao fogo. 
Te quero só porque a ti te quero, 
Te odeio sem fim, e odiando-te rogo, 
E a medida de meu amor viageiro 
É não ver-te e amar-te como um cego. 
Talvez consumirá a luz de janeiro 
Seu raio cruel, meu coração inteiro, 
Roubando-me a chave do sossego. 
Nesta história só eu morro 
E morrerei de amor porque te quero, 
Porque te quero, amor, a sangue e a fogo.

Pablo Neruda
Photobucket

terça-feira, 17 de setembro de 2013

BILHETE

Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...

Mario Quintana
Photobucket

sábado, 14 de setembro de 2013

Amor em paz

Eu amei
Eu amei, ai de mim, muito mais
Do que devia amar
E chorei
Ao sentir que iria sofrer
E me desesperar

Foi então
Que da minha infinita tristeza
Aconteceu você
Encontrei em você a razão de viver 
E de amar em paz
E não sofrer mais
Nunca mais
Porque o amor é a coisa mais triste
Quando se desfaz

Vinícius de Moraes

Photobucket
Related Posts with Thumbnails
 
Topo