SEJAM BEM VINDOS!

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Grito Calado


Este poema que vou postar é da amiga Anna Karenina,
da Bahia. Ela é membro do Mural dos Escritores.
Obrigada Anna por ter liberado a publicação deste
"Grito Calado", que não é só seu, esteja certa...


Não quero
Que hoje volte
Referência há esse dia
Hoje me senti ansiosa
A beira da tirania

Sai dos termos
Da minha própria cidade
Hoje me deixei invadir
Por loucuras e vaidades

Por um estranho espírito
Ao qual nunca sobrevivi
Temores na minha vida
Medo da estultícia

Hoje sai do normal
Envolvi-me com, má noticia
Com a guerra de dois mundos
Intolerância e Política

Minha rotina foi quebrada
E de todas as vaidades
Falei de falsas conquistas

Não quero ser mais um ser
A gritar o sofrimento
Que indigna nossa nação
E a Deus eu peço perdão

Nossas vozes estão roucas
Do grito da decepção

Desse poço
Onde as vozes
Unem-se a contradição

Tempos de ousadia
Hoje meu tempo foi mudado
Deixarei a meio tom
Meu triste grito calado

Num mar onde minha bandeira
Navega...Sem trégua
Um navio afundado

Anna k



Uma ótima tarde a todos!





Postar um comentário
Related Posts with Thumbnails
 
Topo